Preces

Oração do amparo (Emmanuel)

Senhor Jesus!

Agradeço-te o amparo de todos os dias.
Apesar de amadurecidos para o conhecimento, muitas vezes somos crianças pelo coração.
Ágeis no raciocínio, somos tardios no sentimento.
Em muitas ocasiões, nos dirigimos a tua infinita bondade, sem saber o que desejamos.
Não nos deixes assim, em nossas próprias fraquezas!
Nos dias de sombra, seja nossa luz!
Nas horas de incerteza, seja nosso apoio e segurança!
Mestre divino! Guia-nos o passo no caminho reto.
Auxilia-nos para que o suor do trabalho nos alimente o lume da fé.
Fortalece-nos a vigilância, para que não venhamos a cair.
Dá-nos a coragem para vencer a hesitação e o erro, a sombra e a tentação que nascem de nós.
Divino amigo! Sustenta-nos as mãos no arado de nossos compromissos, na verdade e no bem.
Que a tua vontade, Senhor, seja a nossa vontade, agora e sempre.

Assim seja.

Emmanuel/Chico Xavier

Ante o céu estrelado (Emmanuel)

Senhor:
ante o céu estrelado,
que nos revela a tua grandeza,
deixa que nossos corações se unam
à prece das coisas simples…

Concede-nos, Pai,
A compaixão das árvores,
a espontaneidade das flores,
a fidelidade da erva tenra,
a perseverança das águas que
procuram o repouso nas profundezas,

a serenidade do campo,
a brandura do vento leve,
a harmonia do outeiro,
a música do vale,
a confiança do inseto humilde,

o Espírito de serviço da Terra benfazeja,
para que não estejamos recebendo,
em vão, Tuas dádivas, e para que o
Teu Amor resplandeça no centro de
nossas vidas, agora e sempre.
Assim seja!

Emmanuel/ Chico Xavier

Agradeço senhor (Maria Dolores)

Agradeço, Senhor,
Quando me dizes “não”
Às súplicas indébitas que faço,
Através da oração.

Muitas daquelas dádivas que peço,
Estima, concessão, posse, prazer,
Em meu caso talvez fossem espinhos,
Na senda que me deste a percorrer.

De outras vezes, imploro-te favores,
Entre lamentação, choro, barulho,
Mero capricho, simples algazarra,
Que me escapam do orgulho…

Existem privilégios que desejo,
Reclamando-te o “sim”,
Que, se me florescessem na existência,
Seriam desvantagens contra mim.

Em muitas circunstâncias, rogo afeto,
Sem achar companhia em qualquer parte,
Quando me dás a solidão por guia
Que me inspire a buscar-te.

Ensina-me que estou no lugar certo,
Que a ninguém me ligaste de improviso,
E que desfruto agora o melhor tempo
De melhorar-me em tudo o que preciso.

Não me escutes as exigências loucas
Faze-me perceber
Que alcançarei além do necessário,
Se cumprir o meu dever.

Agradeço, meu Deus,
Quando me dizes “não” com teu amor,
E sempre que te rogue o que não deva,
Não me atendas, Senhor!…

Maria Dolores/Chico Xavier

Oração diante da palavra

Senhor!
Deste-me a palavra por semente de luz.
Não me permitas envolvê-la na sombra que
projeto. Ensina-me a falar para que se
faça o melhor. Ajuda-me a lembrar o que
deve ser dito e a lavar da memória tudo
aquilo que a tua bondade espera se lance
no esquecimento. Onde a irritação me
procure induze-me ao silêncio, e, onde
lavre o incêndio da incompreensão ou do
ódio, dá que eu pronuncie a frase calmante
que possa apagar o fogo da ira. Em qualquer
conversação, inspira-me o conceito certo
que se ajuste à edificação do bem, no
momento exato, e faze-me vigilante para que
o mal não me use, em louvor da perturbação.
Não me deixes emudecer, diante da verdade,
mas conserva-me em tua prudência, a fim de
que eu saiba dosar a verdade, em amor,
para que a compaixão e a esperança não
esmoreçam, junto de mim. Traze-me o coração
ao raciocínio, sincero sem aspereza, brando
sem preguiça, fraterno sem exigência e
deixa, Senhor, que a minha palavra te
obedeça a vontade, hoje e sempre.

MEIMEI